Análise em vídeo: Moto Z e sua versatilidade através dos módulos

Acertar com um smartphone modular não tem sido fácil. A LG com o G5 SE trouxe o recurso, mas a falta de praticidade na hora de trocar os módulos (é preciso desligar o aparelho) tornam a experiência pouco interessante. Outro nome forte desenvolvendo essa capacidade, o Projeto Ara da Motorola Google, acabou nem saindo do papel. Como nem sempre uma ideia é errada, apenas pode ter sido mal-implementada, a Lenovo/Motorola também decidiu arriscar com smartphones capazes de ganhar novas funções e capacidades através de módulos, o Moto Z e Moto Z Play. Testamos o modelo mais potente dos dois, enviado pela Lenovo com três módulos (ou como a empresa chama, três snaps) adicionais: um de bateria, um de projetor e um de áudio. Será que dessa vez deu certo?


00:41 - Design e tela
05:54 - Desempenho
07:15 - Bateria
09:20 - Câmera
12:31 - Extras
17:39 - Conclusão

Análise: Lenovo Moto Z - Bom smartphone, mas seu grande destaque é a modularidade

Motorola Moto Z

Preços

Preço no lançamentoR$ 3.199,00

Especificações

Armazenamento interno|32GB||64GB|
Cartão microSDAté 2TB
Memória RAM4GB
Número de núcleos4
Portas de conexão|USB Tipo-C|
Sistema OperacionalAndroid 6.0
ProcessadorQualcomm Snapdragon 820
Clock2.2GHz | Versão brasileira: 1,8GHz GHz
GPUAdreno 530
Bateria2600 mAh
Dimensões155.9 x 75.8 x 5.2 mm
Peso136 g g

Recursos

GPSSim
Leitor de DigitalSim
LTESim
NFCSim
Número de cartões SIM1
RadioSim
Tipo de cartão SIMNano SIM
TV DigitalNão
Bluetooth4.1
ExtrasSuporte a módulos Moto Snaps

Display

Resolução1440 x 2560
Tamanho5.5 polegadas
TecnologiaAMOLED
ProteçãoTela resistente a quedas, Corning Gorilla Glass 4.0

Câmera

Vídeos2160p 30 fps
Traseira13
Frontal5

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.