Twitter encerra o Vine, aplicativo para vídeos de até 6 segundos

O Twitter anunciou o fim do Vine, aplicativo de vídeos curtos apresentado em 2013. O aplicativo será descontinuado e desaparecerá das lojas dentro dos próximos meses, de acordo com a rede social. Os vídeos publicados na plataforma não serão excluídos imediatamente e os usuários poderão fazer um backup caso queiram guardar suas produções feitas no app.

"Nós valorizamos você, seus Vines, e vamos fazer isso da maneira certa. Você será capaz de acessar e baixar seus Vines. Nós manteremos o site online porque achamos que é importante que ainda seja possível assistir a todos os Vines incríveis que foram feitos."

Com o fim do app anunciado, uma série de funcionários do Vine já foram demitidos. Além disso, 9% de sua força de trabalho na rede social Twitter também foi perdida numa reforma interna para tentar aumentar os rendimentos da rede social. No total, a empresa perdeu mais de 300 pessoas nos últimos meses.

Apesar do Twitter não comentar abertamente, o motivo do fim do app é claro: falta de criadores e visitas. Assim como o Youtube, o Vine era dependente de usuários criando conteúdos constantemente. Porém, quando os criadores ganhavam notoriedade no aplicativo, acabavam migrando para outras plataformas por causa da premissa do app, vídeos extremamente curtos. 

Mesmo com o fim próximo, ainda existe uma possível luz no fim do túnel para o Vine. Após o anúncio do Twitter de que fecharia o app, o presidente do site Pornhub Corey Price se ofereceu para comprar a plataforma. Numa carta para o CEO do Twitter, Jack Dorsey, Price diz que os acionistas da rede social "poderiam se beneficiar com um aporte de dinheiro com a venda do Vine."

Na carta, o comandante do Pornhub também argumenta dizendo que  "seis segundos de pornografia é mais do que suficiente para que a maioria das pessoas se divirtam”. O Twitter ainda não se pronunciou sobre a oferta.

- Continua após a publicidade -

Enquanto não temos novidades, segue uma lista com alguns Vines para quebrar esse clima mórbido. Divirta-se:

 

 

- Continua após a publicidade -

Via: The Verge
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.