Após queda nas vendas de iPhone, lucro anual da Apple cai pela 1ª vez em 15 anos

A Apple registrou a sua primeira queda nos lucros anuais desde 2001, depois que a empresa anunciou uma receita de US$ 215,6 bilhões (R$ 675 bilhões) vindas das vendas de iPhone, Watch, Mac e outros produtos da companhia. O valor é refente ao ano fiscal de 2016, que acabou no dia 24 de setembro.

Ele representa uma redução de 8% do valor do ano anterior, quando a companhia registrou um recorde de US$ 233,7 bilhões (R$ 731 bilhões). Essa redução acabou impactando os lucros da companhia, que caíram para US$ 45,7 bilhões (R$ 143 bilhões)

A queda nas vendas é, principalmente, resultado do número cada vez menor de iPhones comercializados a cada trimestre. No trimestre entre julho e setembro, a companhia vendeu 45 milhões de smartphones, cerca de 5% a menos do que no ano anterior.

Apesar disso, o CEO da Apple, Tim Cook, está com um discurso bastante positivo. "Nosso forte trimestre de setembro resulta finalizam um ano fiscal de 2016 muito bem sucedido para a Apple", disse Cook. "Estamos vibrando com as respostas dos consumidores aos iPhone 7, iPhone 7 Plus e Apple Watch Series 2".

O diretor financeiro da Apple, Luca Maestri, disse que a cadeia de produção da Apple já está saturada, e que eles estão vendendo todos os smartphones que eles conseguem produzir.

Ele também falou que é impossível saber se já existe algum efeito da decisão da empresa rival Samsung de encerrar a produção do Galaxy Note7 após problemas de incêndio do aparelho.

- Continua após a publicidade -

De acordo com o jornal The Guardian, alguns analistas estão preocupados que o mundo já tenha alcançado o pico de sua demanda pela Apple. Isso iria dizer que praticamente todo mundo que já quer um iPhone – e que pode pagar por um – já o teria.

Via: The Guardian, Reuters, Huffington Post
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.