Uso da TV para jogos supera audiência dos canais abertos

De acordo com notícia publicada pelo UOL Notícias, pesquisa recente do Ibope mostra que os jogos eletrônicos jÁ estão ocupando mais tempo de uso dos aparelhos de TV do que a popular programação de certos canais abertos de televisão. Em outras palavras, a participação diÁria do consumidor em frente ao aparelho é dedicada com porcentagem maior nos videogames do que a audiência registrada por algumas das famosas redes brasileiras de televisão.

Segundo quadro acima, não são só os videogames que ultrapassaram a média geral de utilização de televisores para além da programação diÁria nacional. Números mostram que, desde 2005, a audiência dos canais UHF e pagos cresce de forma consistente.

Ainda, os formatos DVD, VHS, e a intenet completam a lista de afazeres aparte do corriqueiro "assistir à televisão". E embora não haja um número específico no estudo que o Ibope distribui às emissoras, sabe-se que quando se refere ao uso geral da televisão no país, computadores e redes também contam na pesquisam e fazem parte do grupo que demonstra contínuo crescimento.

Com isso, somadas as audiências alcançadas por essas formas de entretenimento (8,6%), tem-se uma participação superior ao apresentado pelos canais SBT (6.3%), Band (3.4%), Rede TV! (3,7 pontos); e não estÁ nada longe da registrada pela Rede Record (9,5%).

Por fim, se considerarmos somente números de games, VHS, DVD e internet, chega-se a um total de 3.6%, marca ainda maior que o conquistado pelos canais Band e Rede TV!.

- Continua após a publicidade -


Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.