Bancos britânicos não reportam todos os hacks para não "manchar" seus nomes

Bancos britânicos estariam se aproveitando de uma "área cinza" da lei para não reportar todos os hacks, malwares e ações maliciosas pela internet de que são vítimas mensalmente a fim de evitar prejudicarem sua imagem e percepção da marca, de acordo com informações vindas de funcionários dos próprios estabelecimentos e empresas de segurança digital.

Segundo a Reuters, os ataques registrados a agências bancárias cresceram de 5 em 2014 para 75 neste ano até o momento, mas isso representa apenas uma fração do total que estaria realmente acontecendo. Shlomo Touboul, CEO da firma de segurança Illusive Networks, com base em Israel, citou o exemplo de uma única instituição com a qual eles trabalham (de nome não revelado). Segundo Touboul, esse banco sofre mais de 2 bilhões de "eventos" por mês. Este número é drasticamente reduzido para 200.000 através de máquinas, e então um time especializado de funcionários o diminui mais ainda, para 200. Desses, quase nenhum é reportado para a FCA (Financial Conduct Authority, órgão regulatório britânico responsável pelas agências de finanças).

Os bancos se aproveitariam do fato da lei demandar, obrigatoriamente, o report de ataques que poderiam ter impacto material, somente. A interpretação do que pode ser considerado um impacto material, potencialmente, pode variar, o que ajuda os bancos a evitarem de reportar todos os hacks e continuarem dentro da lei. Assim, ataques completamente evitados, por exemplo, podem não ser reportados.

Analistas de segurança e os próprios bancários que vazaram a informação, no entanto, acreditam que, ao tentar proteger suas marcas, os bancos prejudicam a segurança financeira digital como um todo, uma vez que reportar todos os ataques de maneira adequada ajudaria a FCA a entender melhor o tamanho do problema e tomar medidas cabíveis, prevenindo futuros ataques. 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Venture Beat
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.