Google tem planos de fazer seus próprios chips para futuros smartphones Pixel

Mais do que simplesmente um aparelho para estrear a nova versão do Android, a Google dá sinais de ter planos mais ambiciosos para sua linha de smartphones Pixel. De acordo com informações divulgadas pela Bloomberg, a empresa reestruturou seus funcionários para trabalhar de forma conjunta em seus múltiplos hardwares, e que inclusive existem planos de longo prazo para a criação de seus novos aparelhos. Isso pode incluir até mesmo chips customizados.

Google anuncia Pixel, primeiro smartphone com Google Assistant embarcado; preço será US$649

Agora que as equipes que desenvolvem o Chromecast, o Pixel, Google Home e outros hardwares da empresa estão mais próximas, a Google está focando mais no desenvolvimento dos produtos e em sua customização. A troca do modelo em que ficava a cargo das parceiras criar os aparelhos Nexus para o desenvolvimento "in house", como é a gíria para ao desenvolvimento do produto dentro da própria empresa, abre espaço para planejamento de futuros produtos e até a criação de seu próprio SoC customizável ou, como afirmou Dave Burke, responsável pela engenharia dentro do Android,  seu "silício customizado".

A linha Pixel pode trazer uma importante mudança no mundo Android. A Google vem evitando entrar na disputa do mercado de hardware pois isso impacta negativamente sua relação com suas parceiras, que hoje são encarregadas de fabricar os smartphones que utilizam seu sistema Android. Porém, o desaquecimento desse mercado causa um desinteresse por parte dessas empresas, que não tem conseguido lucros expressivos com a venda de aparelhos, e abre espaço para iniciativas mais ambiciosas por parte da Google. 

Com controle do sistema operacional e do desenvolvimento do aparelho, chegando ao extremo de customizar até mesmo o processador do celular, a Google teria condições de criar um produto semelhante ao da Apple, onde a empresa da maçã controla desde o software até o hardware, garantindo um padrão de qualidade mais uníssono na experiência do usuário. Hoje, por conta da variedade de dispositivos e até de modificações no sistema realizadas pelas fabricantes parceiras da Google, os smarpthones Android sofrem mais da pulverização do ecossistema, com aparelhos que vão desde excelentes topo de linha até os muito ruins, praticamente incompatíveis com o sistema operacional devido aos poucos recursos de hardware ou alterações infelizes no Android e sua interface.

Via: Bloomberg
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.