Site de especialista em segurança sofre ataque de 665 Gbps, maior DDoS da história

O jornalista de cibersegurança Brian Krebs, dono do site Krebs On Security, ganhou vários inimigos auxiliando na prisão de hackers e no desmantelamento de esquemas online. Ataques vindos de grupos hostis já são comuns na vida do especialista, mas seu site não aguentou a última investida que recebeu: um ataque DDoS de 665 Gbps, o maior ataque de negação de serviço da história - duas vezes maior que o segundo colocado, segundo a empresa de segurança Akamai.

O ataque sobrecarrega o site com tráfego indesejado, com o objetivo de tirar os servidores do ar. A ação no portal de Krebs aconteceu no dia 20 de setembro e foi tão grave que o endereço Krebs On Security ainda está fora do ar. De acordo com a Akamai, os 665 GBps equivalem a 160 mil usuários fazendo streaming ao mesmo tempo ou a transmissão de três filmes em alta definição no mesmo segundo.

It's looking likely that KrebsOnSecurity will be offline for a while. Akamai's kicking me off their network tonight.

— briankrebs (@briankrebs) 22 de setembro de 2016

A Akamai ainda não descobriu quem são os responsáveis pelo ataque e estão surpresos com tamanho poder de fogo do ataque, que utilizou servidores e conexão vindas de diversas partes do mundo. "Alguém tem um botnet que nunca vimos antes. Nós procuramos a fonte do tráfico do sistema atacante, e ela não vinha de uma região do mundo ou um pequeno conjunto de servidores. Eles estavam em toda a parte", disse Martin McKeay, especialista em segurança na web da Akamai.

Ironicamente, o jornalista, que ganhou notoriedade quando trabalhava no Washington Post, denunciou recentemente os responsáveis por um DDoS contra o site anti-spam Spamhaus de 300 Gbps de volume, segundo maior ataque de negação de serviço registrado pela Akamai.

Além dos constantes ataques DDoS, Krebs já sofreu com outras incômodos gerados pelos seus desafetos na web. Os hackers fizeram movimentos pequenos, como registrar o e-mail do jornalista em diversos sites, até o chamado "Swatting", que registra uma chamada de perigo falsa no endereço da vítima, mobilizando um grupo de agentes especiais da Swat para invadir o local.

- Continua após a publicidade -

Ainda é possível acessar as postagens do jornalista em arquivos da internet e também acompanhar o desenrolar da história em seu Twitter.

Via: ZDNet Fonte: Krebs On Security
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.