Galaxy Note7 explode em mão de garoto e Samsung recomenda devolução imediata dos aparelhos

O recente problema de combustão espontânea do Galaxy Note7, que fez com que a Samsung optasse pelo recall de todos os aparelhos, ainda é recorrente com usuários que não trocaram o smartphone. Um menino estadunidense de seis anos teve sua mão queimada pelo Note7 quando o smartphone explodiu durante o uso. Segundo o depoimento da avó do garoto, todos estão assustados demais para comprar qualquer outro aparelho móvel. 

Samsung pode gastar até R$ 3,2 bilhões com recall do Galaxy Note7

"A criança estava assistindo vídeos quando a bateria explodiu", relatou a avó Linda Lewis. A família contatou a fabricante para discutir sobre o acidente, mas não ofereceu detalhes sobre a conversa. Esta não é a primeira vez que o aparelho explode. Na Flórida, um Jeep foi carbonizado por causa do Note7.

Autoridades do Canadá, Índia e Japão fazem recomendação contra Note7 em aviões

A empresa alertou aos usuários do Note7 que os aparelhos deste modelo podem superaquecer e explodir. Ainda no sábado (9), dia em que o acidente com o menino aconteceu, a Samsung anunciou urgentemente que os donos dos aparelhos Galaxy Note7 devolvam seus dispositivos imediatamente e peguem os substitutos temporários oferecidos pela companhia. Os substitutos são o Galaxy S7 e a linha Galaxy J.

A samsung explicou porque seus smartphones estão explodindo:
"Baseado em nossa investigação, detectamos que há um problema com a célula da bateria. Um aquecimento extremo da célula da bateria acontece quando o ânodo entra em contacto com o cátodo, o que é um erro muito raro no processo de fabricação."

- Continua após a publicidade -

Ou seja, as áreas opostas da bateria (positiva e negativa) estão entrando em contato, algo que não deveria acontecer. Numa bateria regular, há um separador de polímeros que garante a passagem da corrente. Com o erro de fábrica, a "energia" passa por onde não devia, resultando num curto-circuito. 

Galaxy Note 7 é o primeiro smartphone do mundo com proteção Gorilla Glass 5

O erro é, basicamente, um defeito no separador interno dos componentes. E como é uma falha na produção e o dispositivo foi vendido em massa, o recall imediato de todos aparelhos é a decisão mais sensata para os Galaxys não queimarem mais pessoas, ou carros.

O vídeo a seguir demonstra como a combustão acontece:

Via: NY Post, PPlware
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.