Para Intel, USB 3.1 tipo-C vai compensar falta de entrada para fones em smartphones

A Intel anunciou uma nova especificação do USB 3.1 tipo-C que suporta novas funções de vídeo e de áudio. A empresa disse que o novo formato pode ajudar a compensar a falta de entrada para fones de ouvido em smartphone, solução que algumas fabricantes têm adotado.

As vantagens foram bastante comentadas na apresentação, especialmente porque a mudança do áudio para o USB resultaria em smartphones mais finos. Além disso, os circuitos necessários para a entrada de 3.5 mm – que transformam sinais digitais em analógicos – podem causar interferência nos interiores lotados de chips dos dispositivos.

Tudo sobre o barramento USB - Parte 1 - Velocidade

Além disso, tem o fator da conexão 3.5 mm não servir para nada além de áudio. Enquanto isso, o USB tipo-C, por ser digital, também serve para uma infinidade de coisas.

Outra possibilidade será de entregar som pré-processado para o fone de ouvido, proporcionando coisas como cancelamento de ruído ou virtual surround. Dá até para controlar a quantidade de energia enviada pela porta, ao desativar o microfone quando ele não for necessário, por exemplo.

- Continua após a publicidade -

Mas não dá para dizer que não existem problemas. Para começar, não será possível carregar o celular enquanto se utiliza o headphone, a não ser que o usuário utilize um dongle especial. Também será preciso de um adaptador para conectar os fones antigos, e não há garantias de que as fabricantes vão fornecê-los.

Mais velocidade e conexão reversível: conheça os benefícios do USB 3.1 e o plug type-C

Alguns smartphones já utilizam o conector USB Tipo-C, como o Samsung Galaxy Note 7, o LG G5 e o Huawei P9. O Motorola Moto Z foi ainda mais longe, e já eliminou a entrada de 3.5 mm. Especula-se que a Apple vá fazer o mesmo com o iPhone 7, mas utilizando a entrada proprietária Lightning, que também suporta áudio e vídeo.

Via: Mashable, Engadget
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.