CEO da Crytek critica postura da Apple a respeito dos games

Cevat Yerli, CEO e desenvolvedor da Crytek, é responsÁvel por criar grandes games para PCs e, agora, consoles. Porém, o seu estúdio não produz games para Macs.

Isso porque a Apple, aparentemente, não se esforça para levar jogos aos computadores que desenvolve. Crysis 2, aguardado título da Crytek, sairÁ para PC, Playstation 3 e Xbox 360, mas não aparecerÁ nos Macs, como ocorre com grande parte dos jogos atuais.

Falando ao Kotaku sobre a possibilidade de levar Crysis 2 ao Mac, Yerli comentou sobre uma aparente falta de entusiasmo da Apple. "Toda vez que falamos com a empresa, eles se comportam como se estivessem empolgados, mas depois retrocedem", contou. Yerli ainda acrescentou que portar o game para o Mac "não é prioridade", em parte, porque não hÁ tempo para isso.

Na terça-feira, a Apple anunciou uma atualização em seus modelos de MacBooks Pro, incluindo novos processadores Intel Core i5 e i7 e as placas grÁficas de nova geração da NVIDIA: GeForce GT 330M e GeForce GT 320M, que a companhia afirma serem até 80% mais rÁpidas que a existente nos modelos anteriores, a GeForce 9400M.

- Continua após a publicidade -

A IGN apurou que testes preliminares realizados com essas novas placas em mÁquinas rodando Windows mostraram um bom desempenho em games como Crysis, Left 4 Dead e GRID. Porém, em títulos mais novos e exigentes, como Battlefield: Bad Company 2 e Call of Duty: Modern Warfare 2, os resultados foram bem piores.

Apple vem investindo pesado no ramo dos jogos para seus dispositivos portÁteis e eles representam um forte atrativo no recém-lançado iPad. No entanto, os seus computadores ainda não podem ser considerados plataformas de games. Para Yerli, a chegada de mais games ao Mac depende, em grande parte, da vontade da Apple e se a companhia realmente demonstrasse interesse, o estúdio poderia pensar na possibilidade. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Devem existir lançamentos de chips com melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.