Relatório da Sony mostra 78% dos lucros vindos do Playstation e setor mobile estagnado

A Sony divulgou seu relatório fiscal do primeiro trimestre de 2016 com lucros de US$ 205 milhões, bem abaixo dos US$ 800 milhões conseguidos no mesmo período do ano passado. Os números indicam o Playstation como carro-chefe da empresa, além de uma estagnação no segmento mobile, que não está trazendo grandes lucros, mas também não gerou prejuízo.

De acordo com o relatório,  a divisão de Games e Serviços de Rede, que inclui a Playstation, foi responsável por 78% dos lucros da empresa. O segmento arrecadou US$3,3 bilhões nos últimos seis meses e teve um crescimento de 14,5% em relação ao ano anterior. O PS4, console atual da empresa, vendeu 3,5 milhões de unidades no trimestre, chegando ao total de 40 milhões de consoles vendidos.


Sony Xperia Z5

Nos smartphones, a companhia finalmente conseguiu impedir a perda de dinheiro. Após reestruturações, a Sony começou a investir em poucos aparelhos com desempenho e preço mais altos. Com a diminuição da sua atuação no mercado e os cortes de produção, o setor mobile lucrou US$ 4 milhões nos últimos três meses. Como era esperado, a empresa vendeu menos dispositivos em relação ao ano passado: 3,1 milhões de smartphones no trimestre passado contra 7,2 milhões em 2015.

Outro fator que atrapalhou os lucros da empresa foi o terremoto em Kumamoto que aconteceu no início do ano. A Sony possui uma fábrica na província japonesa que foi comprometida pelo desastre natural e causou uma queda de 11% na receita da companhia.

 

- Continua após a publicidade -

 

 

 

Via: Tech Crunch
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.