Desafio do balde de gelo em redes sociais financiou pesquisas sobre doença ELA

O desafio do balde de gelo que se tornou muito popular nas redes sociais passou por diversas timelines pedindo contribuições para os pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA). A campanha conseguiu arrecadar dinheiro suficiente para ajudar a financiar uma pesquisas na área da saúde, e foi feita uma nova descoberta. Um gene relacionado à doença, identificado como Nek1, foi catalogado e publicado pela revista “Nature Genetics”.

Facebook "não está criando bolhas de pensamento", afirma Zuckerberg

O físico Stephen Hawking é o caso mais famoso da esclerose, que afeta os neurônios e a medula espinhal. As variações do gene descoberto estão presente em 3% de todos os casos de ELA da América do Norte e da Europa, de acordo com o estudo. Basicamente, a pesquisa financiada pelo desafio do balde de gelo contribuiu para descobrirem outros fatores genéticos da doença.

O desafio era jogar um balde de água gelada sobre a cabeça ou fazer uma doação de US$ 100 à "ALS Association", associação norte-americana que financia pesquisas para encontrar a cura da doença. Dezenas de celebridades, incluindo Mark Zuckerberg, Anna Wintour, Tom Cruise  Charlie Sheen, Robert Downey Jr participaram do desafio.

Fonte: Bem Estar
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.