Pesquisa aponta que transistores chegarão ao seu menor tamanho em 2021

A Associação da Indústria de Semicondutores [Semiconductor Industry Association (SIA)], que inclui empresas como IBM e Intel, publicou uma pesquisa que aponta que o tamanho dos transistores vai parar de diminuir após 2021.Um dos motivos é que não seria financeiramente rentável continuar investindo na redução dos tamanhos do hardware, já que ao invés disso as companhias podem optar por iniciativas em chips 3D. É uma previsão que vai de encontro com a Lei de Morre, que previu que os chips iriam dobrar o número de transistores todo ano, sem aumentar custos.

Ainda em 2010, um executivo da NVIDIA decretou a “morte” da Lei de Moore!

O número de empresas que podem pagar para competir na fabricação de chips está ficando muito pequeno. A Intel, GlobalFoundries (ex-parte da AMD), Samsung e TSMC são alguns dos únicos que ainda podem investir, mas não temos certeza se isso vai acontecer - previsões da pesquisa. A pesquisa ainda aponta que podemos perceber que a Intel, por exemplo, teve um desenvolvimento de litografia mais lento nos últimos tempos. Isso seria um reflexo do quão difícil é encolher os transistores sem iniciar problemas como consumos de energia excessivos.

Entenda a Lei de Moore; previsão completou 50 anos em 2015

Contudo, a previsão não significa que a Lei de Moore estará acabada em 5 anos. O uso de técnicas 3D pode continuar a dobrar a complexidade dos chips. A maior especulação é que as gigantes de semicondutores possam ter que mudar a maneira de aumentar a complexidade e a potência dos seus chips sem terem grandes problemas com isso.

Via: Engadget
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.