DOOM recebe update com a API Vulkan

Inicialmente lançado com a API OpenGL, o game DOOM ganha agora um update com uma nova API: a Vulkan.

 

Vulkan update for DOOM is finally out - go get it ! :)

— Tiago Sousa (@idSoftwareTiago) 11 de julho de 2016

 

Ambas as tecnologias são abertas, porém o OpenGL sofre muitas críticas por estar datado e necessitando de atualizações. Do outro lado, a Vulkan conta com uma mudança importante: ela traz instruções de baixo nível, que possibilitam um acesso mais próximo aos recursos do hardware, dessa forma prometendo ganhos de desempenho.

- Continua após a publicidade -

No post oficial, Robert Duffy, CTO da id Software, destacou que o principal benefício será uma taxa maior de quadros por segundo (FPS), melhorando a forma como o personagem se move e a experiência com o game. De acordo com o post, "placas de vídeo mais antigas" agora também serão capazes de rodar o game com boa quantidade de quadros. A empresa afirma que está trabalhando de forma próxima com AMD e Nvidia, buscando garantir um lançamento eficiente, mas como se trata do primeiro game de grande porte a utilizar a API, "pode haver alguns problemas na estrada".

Em nosso teste com o PC Baratinho, DOOM foi cruel: por ser frenético e demandar de alta taxa de quadros para um gameplay eficiente, só foi possível jogar em qualidade baixa e 900p a partir da GTX 950. FullHD demandou ainda mais: uma R9 380 ou GTX 960, sendo que ambas não podem ser as versões básicas com apenas 2GB de memória. O resultado foi o episódio mais caro do PC Baratinho feito até hoje. Será que com a Vulkan agora vai?

Fonte: Bethesda
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.