Malware de Android afeta 10 milhões de aparelhos e rende US$300 mil por mês para empresa

A empresa de segurança digital Check Point descobriu um malware chamado Hummingbad, que já afeta mais de 10 milhões de dispositivos Android e gera renda mensal de US$300 mil para o Yingmob, grupo de cibercriminosos chinês que opera legalmente no país como uma companhia de anúncios, que possui até um escritório.

De acordo com a Check Point, o malware descoberto em fevereiro se infiltra no sistema do aparelho, acessa anúncios e baixa aplicativos fraudulentos, o que gera a renda para os criminosos. Com o controle do aparelho, a Yingmob pode vender informações para direcionar anúncios para cada dispositivo.

 Diariamente, o malware instala mais de 50 mil aplicativos fraudulentos, mostra 20 milhões de anúncios para os usuários infectados e gera mais de 2,5 milhões de cliques diários.

Segundo a firma de segurança, o esquema montado pela empresa de anúncios chinesa comprova que os cibercriminosos já possuem tecnologia para se tornarem auto-suficientes financeiramente roubando dados de usuários de smartphones.

"Com este fluxo de dinheiro e uma estrutura organizacional focada, os criminosos podem facilmente serem auto-suficientes financeiramente"

Em documentos vazados pela Check Point, é possível ver o crescimento dos lucros da Yingmob de acordo com o aumento do número de dispositivos infectados pelo malware. Além disso, a firma de segurança aponta os 20 países mais afetados pelo Hummingbad. O Brasil aparece na lista com mais de 360 mil dispositivos infectados.

- Continua após a publicidade -

Apesar do diagnóstico aprofundado, uma cura direcionada para o malware feito pelo grupo de cibercriminosos organizado ainda não está disponível. Mais informações sobre o Hummingbad e seu funcionamento estão disponíveis no relatório da Check Point.

 

 

Via: Engadget Fonte: Check Point, Check Point
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.