Homem acusa iPhone de copiar "essência" de criação sua e processa Apple por US$ 10 bilhões

Thomas Ross, um empresário norte-americano, está processando a Apple por acreditar que a empresa copiou "a essência" de uma criação sua que data de 1992. Como reparação ele quer o PIB de um pequeno país: US$ 10 bilhões.

A ideia concebida por Ross nos anos 90 se referia apenas à leitura. A imagem acima mostra seu esboço do "Electronic Reading Device", um aparelho com touchscreen que ele imaginou para as pessoas poderem ler seus livros e revistas diferentes armazenados num lugar só. Infelizmente para o empresário, ele não chegou a conseguir a patente para seu EDR, já que não pagou a taxa requerida pelo escritório de registros e atualmente tem apenas o copyright do seu esboço.

Mas isso não o impede de acreditar que tem "grandes chances" contra a maior empresa do mundo. Ross chegou a enviar um pedido de "parar e desistir" em 2015 para a Apple suspender a venda de seus dispositivos que, obviamente, foi ignorado. Jeffrey Lasker, conselheiro legal da empresa, afirma que eles não encontraram similaridade alguma entre os desenhos de Ross e os dispositivos da Apple.

O caso Ross vs. Apple agora existe no distrito da Flórida e as partes vão se enfrentar na Justiça.

Fonte: The Guardian
Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.