Notebook aparece com a nem anunciada GeForce GTX 1080M

Não foram poucos os momento da Computex que nos referimos a "uma placa GeForce não anunciada". No estande da MSI e da Asus tivemos vários modelos em que a plaquinha ao lado do produto indicava "os gráficos mais modernos da Nvidia". Não é surpresa para ninguém que o que tínhamos dentro daqueles notebooks se tratava de uma GPU da linha 1000 da serie GeForce, baseada em Pascal, e que a Nvidia não havia anunciado ainda. Pois a PC-Konsulten, empresa que vende PCs e notebooks na Suécia, aparentemente vazou o modelo não identificado: o chip GeForce GTX 1080m.

Confira as novidades da MSI em nosso giro pelo estande da empresa na Computex 2016!
Desejos de consumo e muito hardware TOP no estande da ROG na Computex 2016

O vazamento aconteceu por conta da pré-venda de um modelo da linha Ivy (que possui uma carcaça que muitos de nós já vimos em modelos da MSI) e que possuia entre suas opções de chip gráfico o GeForce GTX 1080M. O preço do notebook está em 24000 coroas suecas, algo que dá um valor nada barato de quase 10 mil reais, seguindo a cotação atual da moeda. Quem fizer a pré-compra recebe um desconto de 1,2 mil reais.

Após a informação circular na internet, a empresa tirou o modelo do ar. Porém, algumas das novidades já haviam vazado. A primeira é que o GTX 1080m  não virá equipado com memórias GDDR5X, como acontece no modelo de desktop, e sim com o tradicional GDDR5 com um total de 8GB. Outra novidade é o lançamento: o envio de notebooks está estimado para o dia 29 de julho, o que significa que não estamos longe do anúncio oficial desse chip.

Como costuma indicar a nomenclatura "M" ao final do modelo, não temos aqui uma GPU idêntica a utilizada em sua contrapartida de desktop. Apesar de evoluções importantes em consumo de energia e aquecimento, é pouco provável que a GTX 1080m seja capaz de equiparar o desempenho da GTX 1080.

Via: TweakTown Fonte: IVY (tirado do ar)
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.