Android 6.0 agora representa 10% dos dispositivos Android

Com um ecossistema muito mais diverso, tanto em termos de aparelhos quanto em número de fabricantes, o Android migra de forma bem mais lenta sua base instalada para novas versões do sistema, se comparado ao iOS. O Android Developer divulgou novos dados sobre uso do sistema da Google, e a versão mais recente do SO representa 10% de todos os aparelhos com Android em operação. 

Os dados são colhidos através do uso do app Google Play Store, que é compatível com aparelhos Android com o sistema 2.2 ou mais recente. Entre os aparelhos que participam desse critério, o Lollipop (5) e o Kit Kat (4.4) seguem como os mais expressivos, com 35% e  31% da participação, respectivamente. Jelly Beam (4.1 a 4.3) ainda tem uma presença expressiva, estando presente em aproximadamente 20% dos dispositivos.

Outro dado interessante divulgado é o tamanho e a densidade de pixels nas telas em uso. Os tamanhos considerados normais (algo na casa das 4 a 5 polegadas) continua representando a maioria dos aparelhos ativos, com 86% do mercado. Na sequência vem os grandes displays: as telas superiores a 5 polegadas já representam quase 8% dos gadgtes com sistema Android. Quando o assunto é definição de imagem, a maioria dos aparelhos se enquadram no High DPI (41%) ou Extra High DPI (26.8%), classificação que incorpora aparelhos com DPI de 240 ppi e 320 ppi, respectivamente.

A lenta adoção de novas versões do Android é uma das principais críticas ao sistema da Google. Utilizar versões mais novas garante um maior número de funcionalidades, além de correções de segurança importantes para evitar malwares e diversos ataques ao dispositivo e aos dados do usuário. Por conta do ecossitema variado, muitos aparelhos acabam não recebendo as atualizações por falta de componentes compatíveis ou, o que parece ser o caso mais comum, falta de interesse da fabricante ou da operadora em manter seus consumidores atualizados por mais de uma ou duas novas versões do sistema, algo que é ainda mais notável em aparelhos do segmento de entrada ou pouco populares.

Fonte: Android Developers
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.