Lentes de contato inteligentes do Google são "apenas uma apresentação de slides", diz ex-funcionário da empresa

As lentes de contato inteligentes do Google, um dos projetos mais ambiciosos da companhia, podem nunca sair da fase de projetos, de acordo com o site de medicina STAT. Segundo ex-funcionários da Verily, empresa da Alphabet que desenvolve a tecnologia, o projeto de lentes de contato que medem a glicose no sangue e que melhoram o foco da visão não passa de um "slideware" e é apenas uma apresentação no PowerPoint.

De acordo com as fontes que não se identificaram, mas possivelmente fazem parte desta lista de ex-funcionários, a companhia de ciência da Alphabet nunca tirou as lentes da fase de projetos. Alguns funcionários também disseram que o caso é "um exemplo da arrogância do Vale do Silício".

Em 2014, logo depois de anunciarem o projeto, a Verily, que ainda se chamava Google Life Science, começou uma parceria com a empresa farmacêutica Novartis, que possui uma divisão especializada em ciência ocular. No ano passado, a Verily Life Science passou por uma reestruturação, sendo desvinculada da divisão de projetos experimentais do Google, chamada de "X".

As lentes de contato seriam uma alternativa para as pessoas que possuem diabetes. No projeto apresentado em 2014, o Google disse que a tecnologia conseguiria medir o nível de glicose no sangue através de lágrimas, sem a necessidade de sangue do usuário, e os dados recebidos poderiam ser visualizados num app para smartphones.

- Continua após a publicidade -

De acordo com a STAT, este pode ter sido um problema que dificultou o desenvolvimento da tecnologia: as lágrimas não passam medições de glicose exatas. De acordo com os funcionários, este fator teria dificultado o desenvolvimento das lentes de contato e sendo o motivo do encerramento de ideias similares.

Até agora, a Alphabet e a Novartis não se posicionaram em relação as declarações do STAT.

Via: Yahoo Fonte: STAT
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.