Crowdfunding ajuda a consertar carro de motorista que foi confundido com Uber e atacado por taxistas

Uma mobilização na internet conseguiu arrecadar a quantia necessária para consertar o carro de um motorista que foi confundido com Uber através de crowdfunding. Taxistas que realizaram um bloqueio nas ruas do centro de São Paulo contra a liberação do serviço de caronas pensaram que o carro do enfermeiro Jorge Carlos Ferreira Santos era um veículo Uber e o cercaram. O veículo foi depredado e o motorista conseguiu sair do local sem ferimentos. 

Motoristas da Uber entram com ação e pedem reembolso no valor de US$ 730 milhões

Jorge Santos estava passando pelo local onde os taxistas protestavam quando sofreu tentativas de agressão porque seu carro é pintado na cor preta, já que é a cor padrão dos carros Uber Black. O depoimento do auxiliar de enfermagem foi transmitido ontem durante uma edição do SPTV. Alguns taxistas que protestavam deram socos, chutes e até quebraram o vidro traseiro do veículo. Jorge Santos estava indo trabalhar, e disse que tentou explicar que não era motorista do serviço de caronas Uber, mas não conseguiu. 


O motorista agredido contou à TV Globo que o carro foi adquirido em 48 parcelas, e que o seguro estava atrasado. Muitas pessoas que ficaram sabendo do acontecimento se mobilizaram e contribuíram através da Vakinha, plataforma de crowdfunding, para ajudar no conserto do carro. A arrecadação já chegou ao seu objetivo, agora resta esperar pelo conserto do carro de Jorge e conscientizar o máximo de pessoas que agressão nunca será a solução

- Continua após a publicidade -

Não é a primeira vez que conflitos envolvendo o aplicativo de caronas Uber acontecem no Brasil e no resto do mundo. Passageiros que usavam o Uber foram agredidos por um grupo de taxistas em São Paulo. Já na França, carros foram queimados durante os protestos contra o serviço.

Via: Buzzfeed
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.