Motoristas da Uber entram com ação e pedem reembolso no valor de US$ 730 milhões

Os motoristas que trabalhavam para o serviço de caronas Uber na Califórnia e Massachusetts nos últimos sete anos teriam direito a um valor estimado de US$ 730 milhões em reembolso de despesas. Esse valor é referente a documentos judiciais divulgados nesta segunda-feira, caso os motoristas tivessem sido empregados pela companhia e não fossem apenas prestadores de serviço. Advogados americanos abriram uma ação coletiva para recorrer ao direito.

Prefeitura de São Paulo estuda integrar o Uber e apps de Táxi ao bilhete de transporte público

O valor foi calculado por advogados de motoristas do serviço numa ação contra a empresa, baseado na taxa padrão de reembolso pela quilometragem estabelecida pelo governo dos Estados Unidos. Também foram utilizados dados do próprio Uber para calcular a quantia. O Uber é um serviço de caronas contra a ideia de que motoristas recebam taxa de reembolso, já que a empresa atua como uma plataforma.

Há diversas ações judiciais movidas contra o Uber por motoristas que querem ser classificados como funcionários com direito a reembolso de despesas, como gasolina e manutenção de veículos. A proposta de acordo define que o Uber pague aos motoristas até US$ 100 milhões. Um juiz federal de São Francisco irá decidir sobre o acordo. Representantes do Uber se recusaram a comentar sobre o caso com a agência de notícias Reuters.

Uber poderá oferecer caronas em helicópteros em parceria com Airbus

Via: Reuters, G1
Assuntos
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.