"Estaríamos mortos sem a Unreal Engine", revela fundador da Epic Games

Por Mateus Mognon 08/05/2016 09:15 | atualizado 02/03/2021 16:24 Comentários Reportar erro

Na indústria dos jogos eletrônicos, todo mundo espera que uma desenvolvedora de games ganhe a vida fazendo jogos, mas este não é o caso da Epic Games. A empresa, que não lança um título de peso há três anos, tira o seu sustento do motor gráfico Unreal Engine, que segundo o co-fundador Tim Sweeney, é o que está mantendo a Epic viva há um bom tempo.

"Se não tivéssemos a Engine, nós teríamos morrido. Nós teríamos morrido umas três vezes" - Tim Sweeney, co-fundador da Epic Games

O motivo do sucesso do motor gráfico são as várias parcerias feitas pelo estúdio e desenvolvedoras. Em entrevista ao Polygon, Sweeney usou como exemplos o sucesso de "Ark: Survival Envolved" e "Rocket League", dois jogos independentes feitos no motor gráfico que estão rendendo muito dinheiro para seus criadores e, consequentemente, para a Epic.

"Ark é um verdadeiro fenômeno e ele não é o único. Rocket League também fez muito sucesso usando a Unreal Engine. Eles conseguem um monte de dinheiro para eles e para nós também", explicou o co-fundador da Epic.

A primeira versão da Unreal Engine foi lançada em 1998 junto com o game de tiro em primeira pessoa "Unreal". Desde então, o motor gráfico é utilizado para desenvolver títulos independentes até jogos de grande porte. Uma das criações mais famosas da Epic é a franquia "Gears of War", que foi vendida para a Microsoft em 2014 e terá mais um título lançado este ano, também com gráficos da Unreal Engine.

No ano passado, a empresa tomou uma decisão bastante inesperada, mas que possivelmente dará bons frutos no futuro. Fugindo da lógica de mercado, a Epic liberou o download da Unreal Engine 4 e deixou de cobrar um plano mensal pelo uso do motor gráfico, como outras empresas fazem.

- Continua após a publicidade -

Com esse movimento da companhia, qualquer um pode baixar o motor gráfico e tentar desenvolver jogos sem custos. Para ganhar dinheiro, a empresa implementou um sistema de royalties: se o desenvolvedor criar um jogo comercializável, ele paga 5% de royalties por produto vendido para a Epic, a partir dos primeiros US$ 3.000 em ganhos.


Adrift é um dos jogos de terceiros que utilizam o motor gráfico Unreal Engine 4

 O método é um ótimo incentivo para novos desenvolvedores se aventurarem no mercado e só pagarem pelo motor gráfico quando tiverem ganhando dinheiro com suas criações. Além disso, também é um bom negócio para a companhia, já que as chances de um jogo independente de sucesso como "Ark" ou "Rocket League" serem feitos no motor gráfico são ainda maiores.

Mesmo com o sucesso do motor gráfico, a Epic também desenvolve jogos e tem dois grandes lançamentos marcados para este ano. O MOBA "Paragon", que está em fase beta, e o game de zumbis Fortnite, que deve ser lançado em 2016.

- Continua após a publicidade -

Você pode conhecer toda a história da Epic Games nesta reportagem feita pelo Polygon, em inglês.

 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Polygon
Assuntos
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.