A Internet é um direito humano básico, aponta pesquisa

Uma pesquisa encomendada para a para o Serviço Mundial da BBC sugere que mais de 27.000 adultos (80%) em 26 países acreditam que o acesso a internet deveria ser visto como um produto de primeira necessidade, assim como os alimentos e Água.

Países como a Finlândia e a Estônia jÁ decidiram que o acesso é um direito humano para os seus cidadãos e as Nações Unidas também estão pressionando para acesso à rede universal.

Hamadoun Toure, secretÁrio-geral da União Internacional das Telecomunicações (UIT), disse à BBC que o direito à comunicação não pode ser ignorado, pois é a mais poderosa fonte esclarecimento jÁ criada. Ele acrescentou que os governos devem "considerar a Internet como infra-estruturas bÁsica - como estradas, Água e resíduos".

No entanto, alguns usuÁrios acreditam que deve haver um controle mais rigoroso do conteúdo acessado pelos seus cidadãos. No Reino Unido, por exemplo, 55% da população acreditam que haveria o caso de alguma regulação governamental da internet.

- Continua após a publicidade -

JÁ os cidadãos da Coréia do Sul e Nigéria acreditam fortemente que os governos não devem estar envolvidos na regulação da internet.

Assuntos
Tags
  • Redator: Filipe Braga

    Filipe Braga

    Filipe Braga é um cearense extremamente simpático formado em Ciências da Computação e apaixonado por computadores e tecnologia em geral. Também participa de reviews de hardware, especialmente placas de vídeo, processadores e placas mãe.

Deve ter lançamentos como leve melhorias na mesma arquitetura

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.