Snapchat está lutando para legalizar selfies na urna de votação nos Estados Unidos

O hábito dos jovens de tirar selfies em diversos momentos cotidianos pode mudar uma lei dos Estados Unidos. Segundo o jornal Wall Street Journal, a equipe por trás do Snapchat iniciou um movimento para legalizar as selfies na urna de votação, ato que pode gerar uma multa de até mil dólares em alguns estados norte-americanos.

Os executivos do aplicativo registraram uma ação legal para banir as multas contra fotos durante a votação na sexta-feira, em Nova Hampshire, estado onde as selfies na urna eram proibidas até o mês de agosto de 2015.


Se a iniciativa do Snapchat não vingar, Obama não poderá postar fotos enquanto vota na sua página do Facebook

O Snapchat alega que criminalizar os auto-retratos e vídeos durante a votação não violam nenhum tipo de lei e auxiliam no engajamento político, pois encorajam jovens a irem as urnas e exercer o direito de votar. Segundo uma pesquisa feita pelos donos do app, as eleições dos Estados Unidos em 2010 tiverem mais de 340 mil votantes que foram influenciados por redes sociais e campanhas online que incentivavam a prática.

Por outro lado, os legisladores que criminalizam as fotos na hora da votação indicam que a prática de fotografar e fazer vídeos na urna pode levar a fraudes, coersão e compra de votos. A batalha entre Snapchat e a legislação americana para decidir o futuro das selfies nas urnas deve ter desdobramentos nos próximos meses, já que as eleições presidenciais dos Estados Unidos acontecem em novembro deste ano.

Selfie na votação é crime no Brasil

- Continua após a publicidade -

O Brasil também passará por um processo eleitoral este ano, as eleições municipais, e tirar selfie durante o momento da votação é um ato criminoso por aqui. De acordo com o Artigo 91 da Lei 9.504, é proibido “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabina de votação".

Caso o eleitor seja pego no momento de capturar uma imagem ostentando seu direito de votar, poderá ser indiciado por "boca de urna", que tem "punição de seis meses a um ano de detenção, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período". Além disso, o fotógrafo também pode receber uma multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil.

Se o Snapchat não levar sua briga para defender as selfies para fora das fronteiras dos Estados Unidos, é melhor manter a câmera do smartphone longe da urna de votação.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: The Verge
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que foi pior? O Athlon 3000G com RTX 3080 ou o Ryzen 9 5900X com GeForce GT 1030?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.