Vivo volta atrás e vai oferecer planos de internet ilimitada

A Telefônica/Vivo anunciou que vai oferecer planos de internet fixa ilimitada além de pacotes de banda larga fixa com franquia. A decisão de abondonar a exclusividade dos planos limitados foi anunciada na quarta-feira, após muita pressão popular e um comunicado do Ministro das Comunicações, André Figueiredo, declarando apoio a conexão ilimitada.

Falando ao jornal O Estado de S. Paulo, a assessoria da Vivo disse que pretende seguir as diretrizes do governo. "A Telefônica Vivo tem todas as condições de assumir o compromisso com o Ministério das Comunicações. O cliente poderá então optar por planos ilimitados ou com franquia".

Na quarta-feira, 20, o Ministro das Comunicações André Figueiredo disse que iria propor um acordo com as operadoras para que existissem planos com franquias de dados e de internet ilimidada, e que os preços não fossem abusivos. A Vivo ainda não revelou quanto irá cobrar por cada tipo de conexão. A Claro, Oi e Net ainda não se pronunciaram sobre o assunto. Na semana passada, a TIM revelou que não abandonaria os planos de internet sem limites.

Pressão popular

Segundo a assessoria da Vivo, a empresa já estudava manter os planos ilimitados desde o anúncio de que iria utilizar franquias na internet fixa, em fevereiro. A decisão de adotar os dois métodos de distribuição já teria sido tomada no dia 15 de abril, graças a pressão popular.

- Continua após a publicidade -

A Vivo foi a primeira operadora a anunciar os planos de internet fixa limitada, onde o cliente teria a velocidade reduzida e a conexão cortada no fim da franquia, do mesmo jeito que acontece nos smartphones. Quando a empresa revelou seus planos de dados, começaram muitos movimentos para impedir que as companhias adotassem o novo método, incluindo petições com mais de 1 milhão de assinaturas, vídeos no Youtube, e páginas informativas no Facebook (além de postagens bastante sarcásticas sobre games e streaming na parte de opinião do Adrenaline).

Por que as franquias estão virando a salvação das operadoras na era do streaming?

Além da movimentação dos usuários, as operadoras também foram submetidas a diversas ações judiciais. A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) entrou em contato com as operadoras já no ano passado sobre a possibilidade de adoção de franquias na internet fixa. No começo do mês, o órgão começou um abaixo-assinado online, que passou de 130 mil de assinaturas. Além da Proteste, as provedoras foram notificadas pelo Procon do Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e pela Organização dos Advogados do Brasil (OAB).

A ANATEL emitiu uma medida cautelar de 90 dias listando as diretrizes para a implementação da internet fixa com franquias de dados. O órgão também sofreu com pressão popular após as declarações de João Rezende, presidente da agência reguladora. Na terça, 19, Rezende disse que os jogadores de videogame são os culpados pela mudança no método de distribuição e que a era da internet fixa acabou.

- Continua após a publicidade -

 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: O Estado de S.Paulo
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual a sua marca de headphones/headsets para jogos preferida? - Pesquisa de Periféricos 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.