Cientistas desenvolvem novo método para regenerar a pele humana; glândulas também entram no processo

Uma pesquisa realizada por biomédicos da Universidade de Ciência de Tóquio, liderada por Ryoji Takagi, teve sucesso ao tentar regenerar o maior órgão humano: a pele. A equipe desenvolveu um método que faz crescer novas camadas de pele e cabelo a partir de uma amostra de material genético de um tecido epitelial adulto.

Os cientistas conseguiram fazer crescer as três camadas de pele (epiderme, derme e hipoderme), glândulas sudoríparas, folículos de cabelo e glândulas sebáceas. A descoberta dos biomédicos vai muito além do que os métodos atuais para regeneração artificial de pele, no qual apenas conseguem regenerar dois tipos de células.

Mulheres são maioria do público gamer brasileiro, aponta pesquisa

Para testar a pesquisa, os japoneses pegaram uma amostra de DNA de um rato adulto, desenvolveram um "pedaço" de tecido artificial com ele (material genético) e o implantaram na pele no animal. Foi possível observar que, 70 dias depois, já havia crescido pelos e glândulas no rato. Por enquanto, a pesquisa só foi testada em roedores de laboratório.

"Esperamos que essa pesquisa ajude, futuramente, em aplicações clínicas para pacientes severamente queimados ou com que sofram com perda de cabelos/pelos", disse Miho Ogawa, um dos cientistas colaboradores da pesquisa.

Cientistas conseguem usar laser pra verificar se a comida não estragou

- Continua após a publicidade -

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2016/04/03/artificial-skin-grows-hair-and-sweat-glands/{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Assuntos
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.