FBI consegue hacker iPhone 5c do atirador de San Bernardino e retira ação judicial contra a Apple

O FBI anunciou que conseguiu obter as informações do iPhone 5c do atirador responsável pelo atentado de San Bernardino, nos Estados Unidos. O órgão de segurança também retirou a ação judicial que estava movendo contra a Apple, que se recusou a cooperar com a operação e criar um software que quebrasse a segurança da linha de smartphones.

Donald Trump diz que norte-americanos devem 
boicotar a Apple após empresa negar auxílio ao FBI

 

O serviço de segurança não revelou como obteve acesso aos dados do smartphone de Syed Farook. A possibilidade mais provável é que o FBI utilizou um  software israelense chamado Cellebrite, que é utilizado em operações policiais para quebrar encriptações e conseguir informações confidenciais em dispositivos eletrônicos.

Mais de 30 empresas de tecnologia já apoiam a Apple contra o FBI no caso do iPhone

- Continua após a publicidade -

Em um comunicado, a Apple disse que não contribuiu com as investigações porque não concordou com a ideia de fazer um backdoor no iPhone que poderia ser usado futuramente pelo governo dos Estados Unidos para quebrar, novamente, a segurança do iOS.

"A Apple acredita profundamente que as pessoas dos Estados Unidos e do mundo merecem proteção de dados, segurança e privacidade. Sacrificar um para o outro somente coloca as pessoas e países em grande risco. Esse caso levantou problemas que merecem uma discussão nacional sobre liberdade civil, segurança coletiva e provacidade. Apple permanece disponível para participar destas discussões"

- comunicado da Apple 

 {via}The Verge|http://www.theverge.com/2016/3/28/11321700/apple-responds-fbi-iphone-hack{/via}

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.