Cientistas usam impressoras 3D para criar partes e tecidos do corpo humano

Pesquisadores do Instituto Wake Forest de Medicina Regenerativa, da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, conseguiram utilizar impressoras 3D para criar partes e tecidos do corpo humano. O artigo, que foi publicado no site da conceituada revista científica Nature, explica como os médicos conseguiram imprimir tecidos e órgãos que funcionaram de maneira adequada após serem implantados em animais.

Segundo a equipe envolvida, eles têm a capacidade de imprimir estruturas que sejam grandes e fortes o suficientes para serem utilizadas em seres humanos. Até agora, os pesquisadores já imprimiram estruturas musculares, tecido da orelha e tecido ósseo.

O ponto central para a descoberta é um aparelho chamado Integrated Organ and Printing System (ITOP), que é diferente de todas as impressoras 3D já feitas até hoje. Ela utiliza um material biodegradável, parecido com plástico, que é responsável pelo formato dos tecidos.

Junto disso, a impressora utiliza uma tinta baseada em água que contém as células e uma série microcanais, que permitem a passagem de oxigênio e nutrientes. E do jeito que a pesquisa está evoluindo rápido com os animais, é de se esperar que não demore muito para começarem os testes em humanos.

Confira abaixo uma foto da impressora:

- Continua após a publicidade -

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2016/02/16/3d-printed-organs/|Nature|http://www.nature.com/nbt/journal/vaop/ncurrent/full/nbt.3413.html{/via} 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.