Indonésia quer retirar emoticons que fazem referência à homossexualidade das redes sociais

Nesta semana, o porta-voz do Ministério de Informação da Indonésia, Ismail Cawidu, informou um movimento do governo do país contra os emoticons que fazem referência à homossexualidade em redes sociais e aplicativos de mensagens. A decisão do governo veio depois de uma campanha na internet contra o aplicativo Line, que possui ampla diversidade de figurinhas de expressão.

"Esse tipo de conteúdo não faz parte da cultura da Indonésia e suas normas de religião. As empresas devem respeitar isso"

- Ismail Cawidu Ministério de Informação da Indonésia

 

Segundo o porta-voz da Indonésia, o Line já aceitou retirar os emoticons que fazem referência à homossexualidade da sua plataforma. Agora, o governo vai entrar em contato com Facebook e Whatsapp para que determinados emoticons seja desativados no país.

Na sexta-feira, a Human Rights Watch (HRW) enviou uma carta ao presidente do país, Joko Widodo, pedindo o fim de comentários depreciativos e preconceituosos contra minorias, incluindo lésbicas, gays, transexuais e bissexuais (LGBT).

"O presidente Jokowi deveria condenar urgentemente estes comentários contra os homossexuais antes que este tipo de retórica abra a porta para mais abusos"

- Continua após a publicidade -
Graeme Reid, diretor de direitos LGBT da HRW

 

Vale destacar que 80% da população da Indonésia professa o Islã de maneira moderada, ou seja, não existe intolerância de boa parte da população em relação a opções sexuais. O presidente ainda não se pronunciou sobre os acontecimentos.

{via}The Stack|https://thestack.com/world/2016/02/12/indonesia-moves-to-ban-lgbt-emojis-on-messaging-apps/{/via} 

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.