Intel admite bug em processadores Skylake que pode travar o PC em "cargas de trabalho complexas"

Foi descoberto um bug na nova linha de processadores high-end da Intel, a Skylake, que pode travar o PC do usuários se o chip for submetido a cargas de trabalho muito complexas.A descoberta foi feita rodando o teste GIMPS Prime95 Advanced Exponent, que obriga o computador a operar contas imensas, estressando a CPU. O bug acontece tanto no Windows como no Linux e a Intel reconheceu o problema.

"A Intel identificou um problema que potencialmente afeta a sexta geração da família Intel Core de produtos. Este problema apenas acontece sob certas condições de carga de trabalho complexas, como aquelas encontradas rodando aplicativos como o Prime95. Nestes casos, o processador pode desligar ou causar comportamentos imprevisíveis no sistema."

Ao contrário do que o leitor pode ser levado a acreditar pela internet, este bug dificilmente afetaria a vida de usuários comuns. O problema poderia acontecer em computadores usados em cargas muito mais complexas até do que rodar jogos, como em pesquisas científicas ou na indústria financeira.

De qualquer forma a Intel diz ter corrigido o problema, com um fix na UEFI/BIOS da placa-mãe onde o processador esteja instalado. Isso significa que a fabricante ainda tem que entrar em contato com suas empresas parceiras para conseguir distribuir o patch.

{via}LegitReviews|http://www.legitreviews.com/intel-skylake-processor-bug-causing-pcs-freeze-complex-workloads_177596{/via} 

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.