CES 2016: Veja como funciona a solução da Nvidia para carros autônomos

Nós visitamos o estande da Nvidia na CES 2016 para conhecer o Drive PX 2 e toda a solução criada pela empresa para carros autônomos capaz de identificar todo o ambiente à sua volta e dar instruções mais precisas ao veículo.

O Drive PX 2 vem equipado com dois novos processadores Tegra (um de quatro e outro de oito núcleos), duas GPUs da nova família Pascal e liquid cooler. Com essas especificações, ele entrega até 24 trilhões de operações de deep learning por segundo (a capacidade de ir aprendendo a se comportar de maneira autônoma em cada situação). De acordo com Huang, esse poder todo equivale a 150 Macbooks Pro.

Para isso, a empresa também anunciou o DIGITS, uma plataforma de deep learning que coleta todas as informações que o carro aprendeu e as compartilha em uma rede na nuvem para que outros veículos consigam acessá-las. E a partir dos dados do DIGITS, a Nvidia criou o Drivenet, sua própria rede de dados de deep learning. Ele é capaz de identificar cinco classes diferentes de objetos, incluindo pessoas, motociclistas e, claro, outros carros. A partir do momento que ele detecta isso, o carro já fica "atento" para como reagir diante de cada um deles. No vídeo acima, te mostramos como essas solução funciona. 

Tags
  • Redator: José Hüntemann

    José Hüntemann

    Jornalista formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, é fascinado por inovações tecnológicas. Gosta de internet, redes sociais, mobiles e futuro dos vestíveis. Mas o que mais lhe impressiona é a tecnologia que busca melhorar a vida das pessoas e não serve apenas como mero acessório. Nos games, é um zero à esquerda, mas está no pódio no campeonato de Just Dance da redação.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.