CES 2016: Ehang 184 é o primeiro drone do mundo feito para transportar passageiros

A CES 2016 está dominada por drones, de todos os tipos, cores e tamanhos. Neste crescente novo mercado está difícil chamar a atenção, mas a empresa chinesa Ehang com certeza conseguir com o Ehang 184: o primeiro drone do mundo fabricado especialmente para o transporte de passageiros.

A cabine tem espaço para uma pessoa e uma mochila, e conta com ar condicionado e uma luz de leitura para você relaxar e ler um bom livro enquanto confia sua vida ao voo autônomo do drone. Um app permite definir a rota pelo seu tablet, mas ela não pode levar mais do que 20 minutos para ser cumprida, porque esse é o tempo estimado para a autonomia da bateria do Ehang 184. A empresa afirma que são necessárias de 2 a 4 horas para recarregar.

Uma vez em voo, e é aqui que fica assustador, não é possível controlar o drone. O passageiro só consegue definir onde ele decola e onde ele pousa, mas nenhum outro comando de voo está disponível. Segundo o Ars Technica, a Ehang garante a segurança do passageiro e diz que existem programas para garantir isso. Se uma hélice parar de funcionar, por exemplo, o drone vai automaticamente pousar imediatamente na área mais próxima. Ele segue este procedimento com qualquer falha do sistema ou de componentes.

Mas não basta coragem para testar o Ehang 184. O valor sugerido para o veículo é de US$ 200.000 (R$ 810.470) e a empresa pretende começar a vendê-lo no fim deste ano.

{via}Ars Technica|http://arstechnica.com/business/2016/01/chinese-company-unveils-worlds-first-passenger-drone-at-ces/{/via} 

Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.