Suspensão de isenção que existia há 10 anos torna mais caros produtos de informática em 2016

Foi sancionada na quinta-feira uma nova lei que aumenta o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre "bebidas quentes", como o vinho, cachaça e outros destilados que vai aumentar o valor destes produtos. Mas não só isso, a lei também revoga uma isenção que existia há 10 anos de algumas das tarifas incidentes em computadores, smartphones, notebooks, tablets, modems e roteadores, aumentando o preço destes eletrônicos em 2016.

As novas regras de cobrança eram uma medida provisória que foi convertida em lei, ou seja, tornou-se permanente, como parte do pacote de ajuste fiscal do governo. As isenções no setor de informática que estão sendo suspensa é o pagamento da alíquota cheia do PIS e Cofins, que começa a partir deste mês e vale para todo o ano.

Já na parte de bebidas, foi decidido que não será mais cobrada uma taxa fixa para cada quantidade de produto. Em vez disso, vai ser incidida uma porcentagem sobre cada garrafa. Essa taxa vai variar de 10% a 30.

{via}G1|http://g1.globo.com/economia/noticia/2016/01/dilma-sanciona-com-vetos-lei-que-eleva-tributo-sobre-vinho-e-cachaca.html?utm_source=whatsapp&utm_medium=share-bar-desktop&utm_campaign=share-bar{/via}


Assuntos
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.