Mark Zuckerberg responde críticas de ativistas contra programa "Free Basics"

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, deu algumas respostas sobre críticas de ativistas da tecnologias "Free Basics" em uma entrevista.

Para se distanciar do Internet.org, Facebook cria o Free Basics by Facebook

Entenda a história: a proposta do "Free Basics", conhecida anteriormente como "Internet.org", tem objetivo de oferecer uma internet gratuita e independente para usuários que não possuem condições de pagar por uma banda larga ou plano de dados em smartphones.

O serviço oferece, além de uma"internet para todos, serviços sobre saúde, viagens, emprego e governo local. Ao oferecer um número limitado de serviço, com uma largura de banda mínima, os custos são minimizados, e o Facebook é um dos aplicativos oferecidos que está incluso no serviço.

Ministério Público Federal considera que iniciativa Internet.org afronta o Marco Civil da Internet

Por causa disso, os críticos ao programa dizem que ele viola os princípios principais da neutralidade da rede, que estipulam todos os conteúdos da Internet e que os usuários devem ser tratados igualmente. Eles também dizem que o programa parece altruísta mas traz muitos objetivos comerciais ao Facebook.

Uma das questões levantadas pelos ativistas é "por que ao invés de apenas alguns aplicativos serem escolhidos, o Facebook não oferece acesso à toda internet?".

Zuckerberg respondeu essas questões em uma entrevista à Times indiana. Ele disse que a plataforma "Free Basics" é aberta a todos desenvolvedores de software, não tem anúncios e ajuda os usuários a terem serviços básicos.

"Em vez de querer dar às pessoas acesso a alguns serviços básicos de internet de graça, os críticos do programa continuam a espalhar falsas alegações", disse o CEO do Facebook.

Você pode conferir a entrevista (em inglês) no vídeo a seguir:

{via}CNN|http://money.cnn.com/2015/12/28/technology/india-mark-zuckerberg-facebook-free-basics/{/via} 

Assuntos
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), fui estagiária do Adrenaline/Mundo Conectado entre 2015 e 2017. Gosto de jogos de luta (o que marcou minha infância foi Tekken 4) e MOBAs. Atualmente sou colaboradora de ambos sites e apareço de vez em quando em alguns vídeos e reviews dos canais.

Qual vai ser o melhor game de abril de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.