Primeiros benchmarks do Qualcomm Snapdragon 820 mostram alta performance do chip

Enquanto não chega a nova geração de smarpthones topo de linha, equipados com o Qualcomm Snapdragon 820, a única forma de ter noção da performance do novo SoC da empresa americana é ter acesso a um dos dispositivos utilizados no desenvolvimento do chip, as Mobile Development Platform (MDP). E foi justamente um desses aparelhos criados simplesmente para testar o Snapdragon 820 que o pessoal do AnandTech teve acesso e, é claro, aproveitou a oportunidade e colocou para rodar benchmarks.

O Snapdragon 820 traz importantes evoluções em comparação ao chip topo de linha anterior anterior. A litografia em 20nm dá lugar ao design em 14nm FinFET da Samsung, criando assim os novos núcleos de processamento codinome Kyro. No lugar dos oito núcleos de processamento, a empresa optou por uma CPU com quatro núcleos, dois operando em aproximadamente 1.6GHz e dois em pouco mais de 2.1GHz. Com menos espaço do SoC tomado por núcleos de processamento, a empresa implementou avanços em outras porções do produto, como na velocidade de conexão LTE e um chip gráfico mais "parrudo", o Adreno 530.

Qualcomm lança Snapdragon 820 com promessa de ser mais rápido e eficiente 

De forma geral o Snapdragon 820 apresentou excelentes resultados, em alguns momentos tomando o topo do comparativo, em outros ficam atrás do A9 da Apple ou o Exynos presente no Samsung Galaxy S6. Apesar da redução no número de núcleos de processamento, o Kyro não encontrou dificuldade em trazer mais desempenho que o presente no Snapdragon 810 (presente no Redmi Note Pro) ou o Snapdragon 808 (presente no LG G4).

Na parte gráfica, o Adreno 530 conseguiu se manter próximo do topo ou no topo do comparativo na maioria dos testes.

É bom lembrar que esses testes foram realizados com um smartphone de desenvolvimento. Isso significa que produtos para consumidor final podem apresentar melhores desempenhos resultado de otimizações nos softwares. Outra questão importante é a eficiência da implementação dos SoCs pelas fabricantes, e como seu projeto lidará com questões como aquecimento. Falando em aquecimento, esse é um ponto crítico do Snapdragon 820: após as duras críticas ao superaquecimento de seu antecessor, que levava a problemas de performance e autonomia, a Qualcomm precisa mostrar que é capaz de entregar um chip topo de linha estável e com excelente desempenho.

{via}AnandTech|http://www.anandtech.com/show/9837/snapdragon-820-preview{/via}

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.