CEO da Uber e outras pessoas não muito queridas estão entre os finalistas do "Pessoa do Ano" da Time

A prova final de que 2015 foi um ano bem intenso pode ser vista na lista de "Pessoa do Ano" da Time. A revista norte-americana revelou os oito candidatos que vão disputar a capa da última edição do ano, que já teve o rosto de Mark Zuckerberg e Steve Jobs.

Abaixo, você confere a lista com os concorrentes a Pessoa do Ano de 2015:

- Abu Bakr Al-Baghdadi, líder do Estado Islâmico
-  Ativistas do movimento Black Lives Matter
Travis Kalanick, CEO do Uber
- Caitlyn Jenner, que ascendeu discussões de gênero em 2015
Angela Merkel, chanceler da Alemanha
Vladimir Putin, presidente da Rússia
Hassan Rouhani, presidente do Irã
Donald Trump, polêmico empresário norte-americano

Como dá para perceber, boa parte dos candidatos não é muito gente boa. O critério utilizado para a escolha dos concorrentes foi a influência e mudanças causadas pela pessoa, ou grupo, em 2015. Dissecando a lista mais a fundo, podemos ver que as pessoas do ano realmente fizeram a diferença em 2015, mas a maioria de um jeito nada positivo. 

Abu Bakr Al-Baghdadi é o líder do ISIS, organização terrorista que promoveu os atentados de Paris e está protagonizando diversos conflitos no Oriente Médio. O grupo extremista ganhou bastante destaque em 2015 não só pelos ataques, mas também pelo seu modo de agir na internet. O ISIS utiliza as redes sociais e aplicativos como principal meio de propagação de propagandas, além de vídeos de violência extrema, com decapitações e execuções.

- Continua após a publicidade -


Travis Kalanick, CEO do Uber, empresa que já vale aproximadamente US$70 bilhões

O criador do UberTravis Kalanick, também foi responsável por diversos conflitos pelo mundo. O aplicativo para contratar um motorista acabou gerando polêmica no mundo inteiro após grupos de taxistas se sentirem ameaçados pelo aplicativo. No Brasil, em um caso extremo, dois taxistas agrediram um motorista do serviço em Porto Alegre. Além disso, o Uber também estampou manchetes em alguns casos de estupro e violência sexual, o que fez a empresa repensar algumas diretrizes e investir no quesito segurança.

Caitlyn Marie Jenner é uma atriz e ex-atleta transsexual que levantou debates sobre gênero e sexualidade neste ano. Para se ter uma ideia da força da modelo, a sua nova conta no Twitter alcançou  1 milhão de seguidores em apenas 4 horas, o que a deu espaço na retrospectiva do microblog.

Os ativistas do movimento Black Lives Matter também ganharam espaço na retrospectiva do Twitter e a atenção para suas causas em 2015. O movimento iniciou para combater a violência policial contra pessoas negras nos Estados Unidos e ganhou tanta força que passou a apoiar causas sociais maiores e ganhou simpatizantes em todo o mundo.

- Continua após a publicidade -

 No lado político, temos como pessoas mais influentes em 2015 a chanceler Angela Merkel, que está no poder da Alemanha desde 2005; o presidente do Irã Hassan RouhaniDonald Trump, empresário norte-americano que possui declarações mais polêmicas que as do personagem Cartman, de South Park, e o comandante da Rússia Vladmir Putin, que dispensa apresentações.

Você pode votar em seu canditado "preferido" a Pessoa do Ano no site Today.

 {via}Time|http://time.com/4136910/person-of-the-year-shortlist-2015/{/via}

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.