Microsoft pode ter desistido da tecnologia original do HoloLens e demite 60 funcionários do projeto

O website israelita Ynet divulgou uma notícia de que a Microsoft de Israel teria demitido 60 engenheiros que estavam trabalhando no projeto do HoloLens, e que a Microsoft continuaria desenvolvendo o aparelho com uma tecnologia diferente dos Estados Unidos.

O artigo menciona que a empresa decidiu parar o projeto no qual os funcionários estavam trabalhando. O grupo estava desenvolvendo o HoloLens há cerca de dois anos, baseado numa tecnologia que a Microsoft tinha comprado seis anos atrás.

Edição para desenvolvedores do HoloLens chega no início de 2016 por US$ 3.000

A Microsoft de Israel emitiu uma declaração depois que o Ynet publicou a notícia, e afirma que eles recentemente tiveram decisões que afetou o número de trabalhadores. De acordo com a Microsoft de Israel, eles estão aumentando os investimentos em determinadas áreas, enquanto os investimentos em outras áreas são reduzidos. Como resultado, há uma mudança de empregos em toda a organização.

Veja como a Microsoft e a Volvo pretendem vender carros no futuro usando o HoloLens 

A Microsoft anunciou o HoloLens no início do ano como um óculos de realidade aumentada que permite criar hologramas "com a mais avançada tecnologia de computação holográfica já desenvolvida". Apesar das demissões, a empresa continuará desenvolvendo seu dispositivo, mas, talvez, com um outra tecnologia.

- Continua após a publicidade -

{via}Wccf Tech|http://wccftech.com/hololens-might-use-different-tech-after-microsoft-fires-60-engineers/{/via} 

Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você pesa mais quando escolhe sua plataforma para jogos?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.