Marinha dos EUA começa treinamentos com Spot, o cachorro-robô do Google

Lembra do Spot, o robô quadrupede criado pela Boston Dynamics, do Google? O cachorro robô está de volta, e agora faz parte da Marinha dos Estados Unidos. De acordo com o site do exército norte americano, Spot está em um programa de treinamento e será utilizado, primeiramente, em patrulhas e carregando equipamentos em terrenos acidentados.

Segundo o capitão James Pineiro, a marinha ainda está explorando as habilidades do Spot e todas as funções de sua tecnologia. Nesta semana, o robô foi colocado a prova em diversos locais acidentados, incluindo montanhas e estradas, sendo controlado com um joystick.

Os testes também mostraram que o robô pode ser utilizado em territórios perigosos. Em uma simulação feita pela Marinha, o cão entra em um prédio e vasculha o local em busca de inimigos e possíveis ameaças aos soldados que estão o controlando pelo lado de fora.

Com um visual bem cyberpunk e pesando 72 kg de puro metal, Spot foi apresentado em fevereiro pela Boston Dynamics, startup focada em robótica comprada pelo Google em 2013. Uma demonstração do robô quadrúpede em funcionamento já foi mostrada, mas nenhuma utilidade real para o cão tinha sido anunciada.

- Continua após a publicidade -

Além do cão, a Boston Dynamics também está trabalhando em um robô humanoide, que assim como Spot, é movido por eletricidade, possui movimentos hidráulicos e aguenta umas pancadas bem fortes, como é possível ver no vídeo abaixo:

{via}Marinha dos EUA|http://www.marines.mil/News/NewsDisplay/tabid/3258/Article/617688/four-legged-robot-runs-towards-potential-future-with-marine-infantry.aspx{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.