Para sair do buraco, fabricante de TVs Sharp pede que os funcionários comprem produtos da empresa

A fabricante de TVs e monitores Sharp já teve bastante dinheiro e influência no mercado, mas agora está passando por uma crise tão intensa que está pedindo para os próprios funcionários comprarem os produtos da empresa, para finalmente ter um pouco de lucro. 

A empresa japonesa até sugeriu uma "cota mínima" para os funcionários gastarem com os dispositivos da empresa que não pesaria muito no bolso em relação ao cargo ocupado. Segundo o Digital Trends, os executivos de alto nível da Sharp devem gastar 200,000 yen, cerca de R$5 mil, em produtos da companhia até o fim de janeiro. Funcionários de média e baixa importância devem comprar 100,000 yen e 50,000 yen, respectivamente, em produtos Sharp, que incluem TVs, smartphones e eletrônicos em geral.


TV gigante da Sharp e funcionária que possivelmente vai ter que comprá-la

Em um memorando, o chefe da Sharp, Yoshisuke Hasegawa, disse que a medida não é obrigatória, mas pediu encarecidamente que os funcionários escolham os produtos da empresa em relação aos concorrentes. Com isso, a companhia aumentaria suas vendas e "resistiria a essa dificuldade extrema", segundo Hasegawa. Para dar uma incentivada nas vendas dentro da firma, o CEO também ofereceu 2% de desconto em todos os produtos para quem trabalha na empresa.

Só pelo que foi dito acima, já dá para ter uma noção de como está a situação da Sharp. Em 2015, a empresa teve que deixar o mercado de TVs na América por causa de um prejuízo de US$ 231,87 milhões em apenas três meses. Além disso, as vendas de monitores para smartphones, um dos mercados mais fortes da Sharp, também decaiu em 2015, piorando ainda mais a situação da empresa.

{via}Digital Trends|http://www.digitaltrends.com/business/buy-sharp-stuff-sharp-tells-its-workers/{/via}

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.