Pela primeira vez, mais de 100 supercomputadores acelerados por GPU estão na lista TOP500

O uso de placas de vídeo em supercomputadores está crescendo no mundo, e prova disso é a última versão da lista TOP500, que inclui as 500 principais máquinas do tipo. Pela primeira vez na história, mais de 100 supercomputadores acelerados por placas de vídeo entraram na lista.

Esses computadores de alto desempenho correspondem a 143 petaflops de poder de processamento, mais de um terço do total de flops da lista. Máquinas do tipo utilizando seu imenso poder para ajudar em pesquisas científicas – em áreas como física quântica, mecânica e modelagem molecular – na meteorologia e em simulações de aviões e carros em túneis de vento, entre outras coisas.

De acordo com o pessoal da Nvidia, que opera nessa área com sua linha de GPUs Tesla, existem 3 motivos que explicam a maior quantidade de supercomputadores acelerados no TOP500. Uma delas é a desaceleração da Lei de Moore, que faz com que os fabricantes acabem precisando buscar maneiras novas e mais eficientes de obter potência computacional – já que, geralmente, máquinas do tipo são baseadas apenas em várias e várias CPUs.

A outra tem a ver com as centenas de aplicativos úteis para a área que agora possuem aceleração por GPU. "Um dia, todos os supercomputadores serão acelerados", diz Jen-Hsun Huang, CEO da Nvidia. Â“Os principais locais de supercomputação do mundo se voltam à computação acelerada por GPU - tendência esta refletida na lista dos TOP500. À medida que a descoberta acelerada e os pesquisadores se voltam à computação, aprendizado de máquinas e visualização, veremos essa tendência aumentar.”

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.