ISIS pode ter usado a criptografia do PS4 para planejar ataque terrorista em Paris

Após os atentados que feriram ao menos 129 pessoas em Paris, com a autoria reivindicada pelo Estado Islâmico, as autoridades de diversos países tentam descobrir onde estão os envolvidos em fuga e também informações de como o ataque foi planejado. De acordo com autoridades belgas, o Playstation 4 pode ser um dos dispositivos utilizados pelos terroristas durante a preparação dos ataques.

De acordo com o ministro do interior da Bélgica, Jan Jambon, a rede da Sony pode ter sido utilizada como uma forma de comunicação entre os terroristas. Chamadas por voz dentro da plataforma são mais difíceis de serem rastreadas que ligações convencionais. "O Playstation 4 é ainda mais difícil de rastrear que o Whatsapp", afirmou Jambon.

Os terroristas podem ter optado pelo uso da plataforma da Sony justamente pela dificuldade de governos monitorarem esses serviços, unido ao fato que raramente uma conversas entre vários jogadores é investidada. Em uma era de Counter Strikes e Call of Dutys entre os jogos mais populares, é muito difícil saber onde está uma conversa que realmente se trata da preparação de um ataque. Para piorar, os terroristas podem usar formas de comunicação que em envolvem a fala ou escrita pelos chats convencionais, como um spray de tinta em uma parede como mensagem, um dado que irá desaparecer ao final do jogo.

Apesar de não haver confirmação de que um Playstation 4 realmente fez parte do aparato utilizado pelos terroristas na preparação, os games já são espaço para conspirações internacionais e espionagem. Segundo documentos vazados por Edward Snowden em 2013, grupos terroristas utilizam games como Second Life e World of Warcraft, agências de segurança governamental dos Estados Unidos se infiltravam nessas reuniões em ambientes virtuais (criando personagens próprios)  para monitorar essas conversas.

{via}Forbes|http://www.forbes.com/sites/insertcoin/2015/11/14/why-the-paris-isis-terrorists-used-ps4-to-plan-attacks/{/via}

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual o seu palpite para os preços dos consoles da próximo geração?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.