Por causa da fase ruim, HTC não vai mais liberar seus relatórios financeiros e projeções de lucros

Se você não gosta das postagens onde falamos que a HTC está perdendo um monte de dinheiro, temos uma boa notícia: a companhia taiwanesa anunciou que não vai mais liberar publicamente seus relatórios financeiros e projeções de lucros. O motivo seria a péssima fase da companhia no mercado de smartphones: só nos últimos três meses, a HTC perdeu US$138.6 milhões. No trimestre anterior, foi ainda pior: um prejuízo de US$265 milhões.

Em uma conferência com investidores,  o CEO Chialin Chang disse que a decisão foi baseada "na natureza dinâmica do ano de negócios" e que outras companhias de Taiwan já fizeram isso. O terceiro (e talvez último) relatório está disponível neste link, e não traz uma projeção de ganhos para o futuro.


Assim como a autoestima dos investidores, os ganhos da HTC só caem

A situação da HTC está enfrentando problemas financeiros há um bom tempo. A empresa deixou o mercado brasileiro em 2012 e não vem obtendo sucesso com seus dispositivos móveis, o que está causando uma constante que da nas ações da companhia.


A9, também conhecido como "iPhone da HTC"

A última aposta da HTC é o smartphone A9, anunciado no começo do mês. O dispositivo topo de linha, mas que traz um processador Snapdragon 617, roda Android, tem um design parecido com iPhone e é a esperança da empresa.

- Continua após a publicidade -

Outro produto que pode ajudar a empresa é o Vive, óculos de realidade virtual feito em parceria com a Valve e que chega ao mercado em 2016.

{via}HTC|http://techcrunch.com/2015/10/30/htc-will-stop-providing-earnings-guidance-following-139m-loss/{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.