Nastek lança rastreador veicular Yon Motor, que monitora trajeto e velocidade do veículo

Nastek Indústria e Tecnologia lançou um rastreador veicular chamado Yon Motor, que fornece dados como velocidade e trajeto do veículo em tempo real. Segundo a empresa, o aparelho tem como público-alvo pais que queiram monitorar os filhos ou empregadores que queiram monitorar funcionários em seus trajetos.

As informações podem ser acompanhadas através de um aplicativo, que está disponível para Android e iOS. Ele permite que o usuário veja coisas como posição atual do veículo, movimentação recente e histórico de rotas. 

"O aplicativo móvel permite aos usuários acompanhar os movimentos do veículo em tempo real e pode ser baixado gratuitamente em qualquer celular. O rastreador ajuda a reduzir acidentes de trânsito ao permitir aos pais total visibilidade da velocidade de seus filhos, a forma que eles estão conduzindo o veículo, além das rotas que eles tomam", explica Lauro Cruz, diretor de tecnologia da Nastek.

O dispositivo, que foi desenvolvido em parceria com a Telit, tem um sistema de desligamento automático para economizar bateria, e só liga novamente quando o veículo está em movimento ou quando é necessário enviar dados e alertas. Ele possui um alarme interno que avisa o usuário sobre a quantidade de bateria. Também é possível delimitar uma área onde o veículo deveria circular, e então receber um alerta caso ele saia dessa região. 

- Continua após a publicidade -

O Yon Motor é à prova d'água, e a empresa diz que ele pode ser utilizado até em jet skis e barcos. O aparelho é desenvolvido e fabricado no Brasil, e custa R$ 960 à vista. O usuário recebe gratuitamente um chip GSM SIM com um ano de comunicação de dados. Depois isso, é preciso pagar R$ 268 para renovar o plano. A empresa ainda pretende lançar o produto nos EUA, no Reino Unido e na Holanda.

Assuntos
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.