Paraplégico caminha usando suas próprias ondas cerebrais via Bluetooth

Pela primeira vez um paraplégico conseguiu caminhar usando suas próprias ondas cerebrais graças à uma pesquisa da Universidade da Califórnia Irvine. O estudo permitiu que Adam Fritz se conectasse com suas pernas através do sinal Bluetooth sem passar pela região da medula espinhal (já que a paraplegia é causada por uma lesão medular que corta essa comunicação). Os cientistas desenvolveram um eletroencefalograma (EEG) que pode captar os sinais de seu cérebro, no qual uma interface de "controle cerebral", chamado de BCI, redireciona os sinais para suas pernas que estão conectadas através de eletrodos.

Antes de utilizar o experimento para caminhar, Adam Fritz teve que participar de uma reabilitação intensa para fortalecer seus músculos além de aprender a usar o dispositivo BCI. Numa entrevista ao Sky News, Adam disse que a experiência foi incrível, mas que "a interface depende completamente de concentração. Você têm que pensar em casa passo que está dando".

Apesar do sucesso, os pesquisadores da Universidade dizem que ainda há muito no que trabalhar para aperfeiçoar o dispositivo antes dos pacientes desenvolverem mobilidade de novo. O próximo passo será reduzir os componentes do EGG para poderem ser implantados no cérebro, o quer dará mais controle dos membros ao paciente e a habilidade de sentir a "pressão" dos movimentos. 

A conquista tem um diferencial importante: enquanto outros ramos de pesquisa utilizam os exoesqueletos biônicos, como presentes nos estudos de Miguel Nicolelis e do famoso ponta-pé da Copa do Mundo de Futebol, Fritz não usou uma estrutura externa para os movimentos, sendo que a sua própria musculatura foi responsável por realizar a ação.

"Quando você está inválido, você senta no hospital e espera que um dia possa caminhar novamente. E finalmente esse sonho se tornou realidade."
- Adam Fritz

- Continua após a publicidade -

{via}Engadget|http://www.engadget.com/2015/09/24/paraplegic-walks-with-mind-control/{/via} 

Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.