Entenda as funcionalidades e características que fazem a memória HBM ser uma tecnologia inovadora

A AMD desenvolveu, em parceria com a Hynix, a Memória de Alta largura de Banda (HBM). Esse novo tipo de memória funciona empilhando os chips em uma arquitetura 3D, diferente dos métodos convencionais, que alinham as memórias em série. Um dos benefícios desse novo tipo de memória é a redução no consumo de energia do sistema.

AMD mostra em infográfico tecnologias e recursos que teremos no futuro

É importante lembrar que quando falamos em memórias HBM não estamos falando de memória RAM, e sim da memória dedicada da placa de vídeo. Por estarem mais próximas da GPU, elas influenciam muito mais na performance gráfica. A AMD já introduziu essa tecnologia na nova geração da família "Fiji", que são chips poderosos o suficiente para aproveitar todo potencial das memórias HBM. 

Essa nova tecnologia é aberta para a indústria

Apesar de contar com uma tecnologia patenteada AMD, a HBM pode ser utilizada livremente pela indústria em diferentes componentes e dispositivos. Assim, a indústria pode desenvolver aplicativos para aparelhos como smartphones, notebooks, tablets e outros dispositivos, permitindo avanços nos vestíveis e na Internet das Coisas.

Assim, é possível entregar um melhor desempenho

- Continua após a publicidade -

Com a arquitetura HBM, você recebe uma maior largura de banda com menor uso de espaço. Isso permite a criação de unidades de processamento gráfico mais potentes no futuro para atender às demandas de setores como os de entretenimento e jogos, que buscam atingir um realismo maior e trazer mais recursos. 

10 Tecnologias e funcionalidades AMD que tornam melhor sua experiência com o Windows 10

Isso também inclui o desenvolvimento da Realidade Virtual

A realidade virtual exige uma potência maior de processamento para manter as imagens em um fluxo fluído e dar suporte a resoluções cada vez mais altas para garantir a imersão dos usuários. Além disso, os dispositivos não podem ser grandes ou pesados demais, pois precisam ser mais confortáveis e fáceis de usar. A HBM tem o design ideal para entregar a potência e leveza necessárias para os dispositivos do futuro.

- Continua após a publicidade -

Essa redução no tamanho nos leva a uma tecnologia sustentável

O desenho da HBM reduz o espaço necessário para os chips em 94%. Isso resulta em uma arquitetura mais compacta de memórias empilhadas e uma comunicação mais eficiente oferecida pela tecnologia Interposer, desenvolvida pela AMD. O design oferece uma maior eficiência energética, com três vezes mais GBs de Alta Largura de Banda por Watt. Sendo assim, quanto menor o consumo energético, menos calor é gerado. Em outras palavras, temos menos custos de produção, menos custos de energia e menos fontes utilizadas.

Esses resultados mantêm a AMD e seus parceiros na liderança do setor

A AMD e seus parceiros começaram a trabalhar na nova arquitetura há sete anos e a arquitetura anterior (GDDR5) poderia ter sido utilizada por mais uma ou duas gerações. No entanto, a AMD deu um passo adiante, trazendo respostas para demandas por maior eficiência energética contra os desafios de limitação de espaço, lançando o Fiji com tecnologia HBM e liderando o setor em direção ao futuro das GPUs de alta performance.

Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.