Programação e codificação serão disciplinas obrigatórias nas escolas primárias da Austrália

O conselho de educação da Austrália aprovou um novo currículo para as escolas do país e agora, programação e codificação serão disciplinas obrigatórias nas primeiras séries do colegial. Segundo o jornal The Australian, as escolas do país, que é conhecido pela sua fauna e flora exóticas, ensinarão codificação para as crianças de 5 anos e programação para os alunos de 7 anos em breve.

As novas disciplinas fazem parte de um novo currículo voltado para o desenvolvimento tecnológico e científico, sugerido no ano passado por Christopher Pyne, que era ministro da Educação e hoje, ocupa o ministério de Indústria, Inovação e Ciência do país.

O currículo é voltado para ciência, tecnologia, engenharia e matemática e tem como principal objetivo melhorar a produtividade e economia do país no futuro. O governo investirá US$ 12 milhões nessas áreas de ensino nos próximos anos para conseguir uma estrutura ideal para os cursos de codificação e programação, além da criação de campos de estudo voltados para matemática e engenharia.

Alguns dos membros do parlamento não se animaram tanto com a iniciativa e criticaram o programa. Tony Abbott, que já foi Primeiro-ministro da Austrália, não concordou com o ensino das disciplinas nas escolas primárias.

"Eles querem ensinar codificação para as crianças da escola primária para que consigam emprego no futuro. Eles pretendem mandar as crianças para o mercado de trabalho com 11 anos?", disse o ministro durante a aprovação do novo currículo.

{via}Mashable|http://mashable.com/2015/09/21/coding-schools-australia/?utm_source=feedly&utm_medium=webfeeds#R2rb.CcasGka{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.