Intel está criando um processador Core M para smartphones

Quando apresentado inicialmente no ano passado, os processadores da linha Core M da Intel chegaram para se tornar um "meio-termo" entre os chips Atom e os Core tradicionais, tentando unir o baixo consumo do primeiro com uma performance mais próxima da do segundo. O foco seria os computadores ultrafinos e tablets, porém durante a IFA 2015 a empresa indicou que também tem em mente outros usos. A Intel anunciou que está preparando uma nova versão do Core M, agora focado em smartphones.

Os novos chips Core M serão baseados na microarquitetura Skylake, com litografia em 14 nanômetros. A empresa precisará reduzir ainda mais o consumo dessa linha para conseguir um chip atraente para smartphones, já que os atuais Core M com foco em ultrafinos possui um consumo de em torno de 4,5W, enquanto vários dos modelos da Qualcomm oscilam entre 2 e 3W. Outra questão crucial para a chegada desses chips é a inclusão de um modem integrado, para tornar a solução atrativa para as fabricantes.

De acordo com a Intel, o foco inicia será nos "phablets", os smartphones com telas maiores. Apesar do esforço da empresa nos últimos anos, com o desenvolvimento de uma série de produtos da linha Atom voltados aos celulares, até o momento a empresa só emplacou em produtos pontuais, como a linha Zenfone (e apenas parte dela nos lançamentos mais recentes) e o antigo Motorola Razr i. Com o amplo suporte ao Windows 10, outro possível foco desses chips são aparelhos capazes de utilizar o recurso Continuum, que transforma o smartphone em um computador e, dessa forma, pode fazer um bom uso de um desempenho superior.

{via}Android Authority|http://www.androidauthority.com/intel-testing-core-m-smartphone-638723/ {/via}

Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.