GamesCom 2015: Horizon Zero Dawn traz combates cheios de ação e belos cenários

 

Na GamesCom 2015, a maior feira europeia de jogos eletrônicos, tive a oportunidade de assistir a uma apresentação de gameplay de "Horizon: Zero Dawn", novo jogo de RPG da Guerrilla Games, a mesma produtora da franquia "Killzone". Em cerca de 10 minutos de vídeo, o exclusivo do Playstation 4 mostrou combates repletos de ação e cenários muito bonitos. 

Primeiro de tudo, é válido deixar claro: a apresentação de gameplay de "Horizon: Zero Dawn" no evento foi bastante parecida com a da E3 2015, cujo vídeo você pode conferir acima. As diferenças principais foram a maneira como um dos produtores do game executou as principais ações de infiltração pelos cenários e a condução das breves batalhas contra os dinossauros robôs. 

O jogador é livre para perambular pelos ambientes para procurar a melhor estratégia para iniciar os combates, usando sempre os elementos de composição dos cenários para se esconder, se camuflar em vegetações e estudar o comportamento dos posicionamentos e reações. A produtora garante que a mecânica de exploração será em mundo aberto, mas isso não foi mostrado com detalhes neste gameplay, pois o produtor que estava jogando permaneceu exatamente na mesma área mostrada na E3 deste ano, apenas cumprindo os desafios mais básicos para mostrar o jogo.


Arrebentando dinossauros

- Continua após a publicidade -

No controle da protagonista Aloy, seu objetivo é coletar fragmentos pelo mundo para garantir recursos de sobrevivência à sua tribo guerreira. Para isso, os sobreviventes do planeta descobriram que os gigantescos seres carregam consigo uma tecnologia nas suas carcaças, capaz de fornecer material suficiente para garantir a sobrevivência da espécie e possibilitar a fabricação de equipamentos, armas e outros itens de proteção contra os dinossauros robôs. E a única forma de conseguir esses fragmentos é iniciando combates contra eles.

Existem dinossauros inofensivos e outros que não hesitam em atacar quando visualizam uma ameaça em potencial. No seu caso, Aloy, que usa um arco-e-flecha para obter os recursos que precisa. Cada tipo de dinossauro possui um ponto específico no corpo onde os fragmentos se localizam: pode ser nas costas, grudados nas patas ou mesmo dentro da estrutura metálica dos seus corpos. No robôs menores, basta atirar no item exposto para derrubá-lo. No caso de um Tiranossauro Rex mecha, é preciso derrubá-lo numa combinação específica de ataques que permitam a remoção dos fragmentos.

Para tanto, o arco-e-flecha de Aloy pode executar uma série de ataques diferentes, dependendo do tipo de flecha escolhido. As quatro variantes de flechas mostrados foram as do tipo normais, elétricas, explosiva e um último do tipo que se desdobra em uma corda. O primeiro tipo serve para extrair os fragmentos mais simples e que estão expostos nos robôs menores. Os outros três servem, respectivamente, para atordoar, destruir carcaças vulneráveis e prender os inimigos no solo, trazendo não só certas variedades aos combates, mas também estratégia, pois é preciso saber o momento exato para usar a flecha do tipo. Tudo sempre dependendo da aproximação de início das lutas e do comportamento dos dinossauros pelos cenários.

E mesmo que também não tenha ficado claro como será o sistema de evolução do RPG e qual a importância real dos fragmentos coletados para o desenvolvimento geral do gameplay, "Horizon Zero Dawn" esbanja combates sólidos repletos de ação, do tipo que vários elementos do cenários podem ser de alguma forma alterados, dependendo do andamento dos confrontos. O impacto dos disparos na tela são realistas e a relação da dimensão entre o peso dos dinossauros perante a presenta de Aloy em meio às correrias das lutas também é feita com precisão, adicionando uma imersão bastante verdadeira.

- Continua após a publicidade -


Belos cenários

Outro grande destaque de "Horizon Zero Dawn" são os gráficos, sobretudo os cenários. Tudo é muito detalhado e construído com cuidado para chamar atenção e causar impacto no jogador. Detalhes como rochedos, vegetação variada, vida selvagem, efeitos de luz entrando na tela, florestas densas e cadeias de montanhas ao fundo acompanhadas de longas cachoeiras contrastam excepcionalmente bem com a tecnologia futurista dos dinossauros robôs.

Ainda existem outros cenários com cidades inteiras tomadas pela destruição e pela vegetação, mas que apareceram apenas em cortes bem rápidos de imagem, não deixando qualquer resquício de gameplay para conferir estes locais com mais calma. Ainda assim, pelo pouco que foi mostrado, está claro que "Horizon Zero Dawn" tem potencial para se tornar uma IP importante no console da Sony, "só" precisando ser bem executado em todas as frentes para se tornar duradoura, trazendo novidades diferenciadas e relevantes na indústria dos games.  

"Horizon Zero Dawn" tem lançamento previsto para 2016. O jogo não terá multiplayer online, mas elementos sociais de integração entre os jogadores. Mais detalhes sobre essas interações serão divulgadas em breve.

Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Bingo pré-lançamento Radeon RX 6000. A Big Navi vai ser:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.