Existe um fuzil de precisão controlado por computador e ele já pode ser hackeado

Um grupo de pessoas muito inteligentes, que joga muito FPS e, com certeza, não possui muita habilidade com armas na vida real, criou o TrackingPoint TP750, um fuzil de precisão (sniper rifle) que pode ser controlado por computador. A arma pode ser conectada a um dispositivo de controle por meio de conexão wi-fi e, após uma ano de pesquisa, dois hackers encontraram uma vulnerabilidade e conseguiram invadir o sistema da smartgun.

Runa Sandvik e Michael Auger conseguiram hackear o fuzil TP750, mudar os alvos da mira inteligente, travar o gatilho ou então simplesmente desabilitar o sistema, tudo por meio da conexão wi-fi do sistema da arma. Os pesquisadores irão apresentar seus resultados na "Black Hat hacker Conference", que acontece em duas semanas.


Runa Sandvik e Michael Auger conseguiram hakear uma arma. Isso é muito badass

Acima, você pode ver os dois demonstrando suas habilidades com a arma inteligente. No vídeo feito com a Wired, os pesquisadores mostram o poder e a periculosidade do fuzil inteligente. Mudando apenas alguns números no software da arma por meio de um laptop, Runa Sandvik altera a mira e acerta um alvo totalmente diferente do original. 

O TP750 foi lançado em 2011 e possui um sistema inteligente baseado em Linux. Desde o lançamento, muitas unidades do fuzil de precisão já foram comercializadas por preços na casa dos US$ 13 mil, mas ainda não houveram casos de acidentes envolvendo a invasão do sistema.

- Continua após a publicidade -

{via}Wired|http://www.wired.com/2015/07/hackers-can-disable-sniper-rifleor-change-target/{/via} 

Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.