BlackBerry pretende fazer smartphone livre de bactérias

Além de ter um sistema com poucos aplicativos, a BlackBerry pretende criar um smartphone com um número reduzido de bactérias. Em um hospital de Toronto, o CEO da empresa, John Chen, disse que tem interesse em desenvolver um aparelho totalmente limpo e que possa ser utilizado em áreas hospitalares sem oferecer risco aos pacientes.

Enquanto falava sobre a parceria da BlackBerry com as empresas ThoughtWire e Cisco Systems Inc, o CEO disse que um smartphone sem bactérias seria um ótimo recurso de comunicação dentro dos hospitais.

"Se os profissionais da saúde tivessem um smartphone livre de bactérias, seria uma preocupação a menos na hora da limpeza"

- John Chen, CEO da BlackBerry

- Continua após a publicidade -

Os profissionais da saúde devem limpar seus smartphones com álcool já que, segundo um estudo do Journal of Applied Microbiology, 20% a 30% das bactérias chegam as mãos das pessoas por meio da tela do dispositivo. Em média, um smartphone leva cerca de 25 mil germes por polegada.

A companhia canadense só está considerando a possibilidade e não está desenvolvendo um aparelho com essa característica, mas seria uma saída interessante para a empresa ter novos lucros, já que ela não tem muito espaço no mercado de smartphones convencionais. 

Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

É melhor ter o xCloud capado no iOS ou ficar sem o serviço nos iPhones?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.